3/02/2013

Sandra Santos - Leitura Crítica de César Pereira

Anotações sobre a poesia de Sandra Santos pelo poeta Cesar Pereira, da Academia Rio-grandense de Letras




Desde criança ensaio versos. Naquela época, num dialeto italiano extinto, que agradava muito seu Marco Antonio, meu avô. Hoje, num dialeto tupi antigo, que provavelmente não agrade a ninguém.
Publiquei crônicas aos 15 anos e enveredei pelo Conto. E os versos foram se acumulando na gaveta de guardados.
Guardado, também, estava um velho projeto de Incentivo à Leitura. Em 2010, o Projeto Instante Estante tomou corpo e foi para a rua, e o livro. 
Um pequeno livro sem pretensões. Poucos versos, para baratear o custo. Uma quase artesania. Desde a capa, de meu próprio feitio, como todos os livros da coleção. Mas, privilegiado por um olhar editorial qualificado: nada menos que Alexandre Brito. 
Alexandre Brito é editor, entre outros projetos, da Coleção Petit Poa, que publicou Mario Quintana, Carlos Nejar, Maria Dinorah, Marta Medeiros.
Ao amigo e poeta Fred Maia confiei os originais, para os "pitacos" necessários.
A confiança que faltava veio dos diálogos com o poeta chileno Leo Lobos. Também a alegria indescritível por um grande presente: meus poemas traduzidos à língua castelhana. 
Leo Lobos é tradutor da grande poeta Hilda Hilst.

E aqui, a primeira leitura do livro, pelo poeta Cesar Pereira, membro da Academia Rio-grandense de Letras.

Detalhe: o poeta costuma escrever suas críticas literárias na velha máquina de datilografia, uma artesania! Para guardar! 

E o livro: onde comprar?para quê? é grátis! leia aqui 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

pode gostar de...

Sandra SantosGatosMuseu do botao Arte erotica Codigo Coletivo

Traduzir